Uni-ANHANGUERA

NIAU

INTRODUÇÃO

Em 2008 diante da necessidade gerada pelo ingresso de alunos com deficiência visual, total e parcial na graduação do Centro Universitário, assim como de alguns cadeirantes no Curso de Direito, nasce o ideal de se obter a excelência em inclusão. Neste mesmo ano é plantado o embrião do Núcleo, com a discussão de uma disciplina, na modalidade EAD, que tivesse maior inteiração com o aluno, já que, a facilidade e flexibilidades na EAD, fariam o grande diferencial para atender às necessidades do corpo técnico, sim já contávamos com uma bibliotecária com perda auditiva, alunos e a formação de professores pedagogos com o diferencial da inclusão e a mente aberta para as novas ferramentas no ensino.

Em 2009 surge a disciplina de Libras, em EAD, mais uma inovação do nascituro NIAU, e, na sequência, a compra de equipamentos para o laboratório de informática da IES, buscando atender a comunidade com necessidades especiais.

Em 2010 Estudou-se a possibilidade de buscar alternativas para viabilizar a permanência de aluno surdo com a presença de tradutores intérpretes de Língua Brasileira de Sinais em sala de aula. A aluna Maysa … hoje licenciada em pedagogia e mestranda na UFG, foi uma das alunas que colaboraram para fomentar o Projeto de Libras, cada vez mais forte na IES.

Nos anos seguintes o embrionário Núcleo foi se fortificando com os projetos da Pró-Reitoria de Inclusão Digital, que chegou a contar com a participação das comunidades surdas, deficientes visuais e portadores de necessidades mentais e locomotoras. Projeto esse, com a participação de mais de 250 Multiplicadores Acadêmicos NED, por semestre, – nome que damos aos alunos que auxiliam a EAD e o ED/ASE, disciplinas e atividades complementares respectivamente, buscando a formação completa do profissional através da conscientização de um mundo mais humano e justo.

Em 2016 criou-se o NIAU – Núcleo de Inclusão e Acessibilidade do Uni-ANHANGUERA, que estabeleceu como prioridade, no presente momento, um relatório e mapeamento das necessidades da IES para melhor se adequar à realidade da Inclusão com excelência.

O NIAU pretende com o presente relatório apresentar os pontos fortes e postos ideias das diversas formas de acessibilidade.
Neste contexto a Pró-Reitora apresenta um projeto ainda mais inovador o APP em LIBRAS, realizado em parceria com a Coordenação do Curso de Ciências da Computação e ADS, mais uma vez com a integração da comunidade acadêmica.

SERVIÇOS OFERECIDOS

O Núcleo de Inclusão e Acessibilidade possui disponibilidade para os seguintes serviços:

  • -Ledor e transcritor
  • -Acompanhamento em sala de aula
    Guia vidente
  • -Materiais didáticos impressos em Braille e em fonte ampliada
  • -Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras)
  • -Tecnologia assistiva: softwares ledores.
  • -Oficinas/ Treinamentos nas diversas modalidades de Inclusão.
  • -Articulações com os diversos setores da universidade para criar e promover estratégias de inclusão, acessibilidade e permanência para pessoas com deficiência.
  • -Toten que contém o APP Libras de informações sobre o Campi
  • -Identificação em Braille em todo o Campi

OBJETIVO GERAL

O objetivo geral do NIAU é implantar uma política que permita a dinâmica de todos à praticar a diversidade, valorizando as diferenças de cada um, propiciando o crescimento individual e coletivo através da convivência com as diferenças.

Eliminar as barreiras físicas, existentes através de projetos elaborado pelos discentes, adequando e desenvolvendo equipamentos para promover um ambiente justo com qualidade e igualdade para todos.

COMO AÇÕES

O Núcleo de Inclusão e Acessibilidade Uni-ANHANGUERA – NIAU, sob a supervisão da Pró Reitoria de Educação a Distância e Coordenação da Profa.Esp.Laura Oliveira . O núcleo é composto por 4 (quatro) Comissões de Apoio a Pessoa com Deficiência – Comissão do Deficiente Físico, Auditivo; Visual; e Comissão de Apoio as Demais Inclusões. Em cada uma das comissões há um Supervisor responsável por acompanhar o discente que necessita de algum atendimento especial, assim como os docentes e demais colaboradores da instituição que interagem com a Pessoa com Deficiência. Ademais, o núcleo também desenvolve atividades, projetos, pesquisas entre outras ações, que envolva os alunos da IES. Todas essas ações são planejadas, implementadas e desenvolvidas com o objetivo de proporcionar a inclusão educacional acadêmica e social no Centro Universitário Uni-ANHANGUERA e na comunidade local.

Importante esclarecer que, para o aluno obter o acompanhamento do NIAU, é necessário que o discente tenha se manifestado individual e autonomamente, declarando o tipo de deficiência, entregar o laudo médico no NIAU e, ainda, que aceite a forma de apoio acadêmico do núcleo.

Dessa feita, os Professores e Supervisores das respectivas Comissões tomam ciência da real necessidade dos alunos e alinham as ações acadêmicas para atendê-los.